Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

GENE HOTAIR

Pesquisadores do Centro de Terapia Celular da Universidade de São Paulo (USP) deRibeirão Preto (SP) identificaram um dos genes responsáveis pela ativação das células responsáveis pela metástase - processo em que o câncer se espalha pelo organismo através da corrente sanguínea. Conhecido como hotair, o gene desencadeia um mecanismo que transforma as células cancerígenas em mesenquimais - com a capacidade de sair do local de origem e se alojar em outros órgãos. Com a descoberta, recentemente publicada em revistas científicas como a americana Stem Cells, os pesquisadores acreditam na possibilidade de inibir, no futuro, a ação dos genes e manter o câncer localizado, o que FACILITARIA A CURA DA DOENÇA. Segundo o professor de genética e pesquisador Wilson Araújo Silva Júnior, foram três anos de pesquisa para identificar quais genes poderiam estar envolvidos com a evolução de tumores. A relação do hotair com o câncer já era conhecida, mas sua função de expansão ficou evidente no estudo. &quo…

Esperança

Quando se recebe o diagnóstico de câncer, de acordo com as possibilidades de cura hoje em dia,


é possível ver que a doença não é o fim, é preciso batalhar, lutar pela vida.

Vi muitas crianças enfrentando essa doença e a serenidade ao enfrentá-la,

as crianças não entendem sobre a doença, não entendem porque tem que ficar tomando tantos

medicamentos, mas com o amor dos pais e da família vão enfrentando tudo,

todos os dias tudo começa de novo, o eixo da vida vai rodando,

enquanto os dias vão passando, até que a cura total chegue.

É preciso ter sempre esperança e muita fé em Deus,

peça a intercessão de Maria e dos Santos, peça que Jesus cure você,

não desista, sempre peça, clame a Jesus,

para Ele sua vida é muito importante e Ele quer cuidar de você.

Nunca deixe de confiar em Deus como li em um livro sobre Nossa Senhora.



Tipos sanguíneos e Câncer de mama

Dias atrás passei em uma biblioteca e vi uma revista com uma publicação sobre o câncer de mama e tipos sanguíneos,

no artigo falava sobre a possibilidade do sangue tipo A ter mais casos de cancer de mama,

porém tudo muito cuidadoso, ainda em fase de teste e pesquisas,

mas vale a pena a leitura na internet tem muitas publicações falando sobre isso.

Fonte:  http://www.sbac.org.br/pt/conteudos/rbac/rbac_44_01_2012/Grupo%20sangu%C3%ADneo%20ABO%20e%20risco%20de%20c%C3%A2ncer%20de%20mama.pdf

Essa é apenas uma das fontes que encontrei que pesquisou os tipos sanguineos e cancer e sua relaçao, na literatura tem vários trabalhos sobre isso,

Radicais Livres

O QUE É RADICAL LIVRE?
As camadas eletrônicas de um elemento químico
são denominadas K, L, M e N, e seus subníveis, s, p,
d, f. De maneira simples, o termo radical livre refere-se a átomo ou molécula altamente reativo, que contêm número ímpar de elétrons em sua última camada eletrônica1,2. É este não-emparelhamento de elé-
trons da última camada que confere alta reatividade
a esses átomos ou moléculas.

Os radicais livres são formados em um cenário de reações de óxido-redução, isto
é, ou cedem o elétron solitário, oxidando-se, ou recebem outro, reduzindo-se. Portanto, os radicais
livres ou provocam ou resultam dessas reações de óxido-redução.
Na verdade, radical livre não é o termo ideal para designar os agentes reativos patogênicos, pois alguns deles não apresentam elétrons desemparelhados em sua última camada.

SISTEMAS DE DEFESA ANTIOXIDANTE
Em sistemas aeróbicos, é essencial o equilíbrio
entre agentes óxido-redutores e o sistema de defesa antioxidante (fig. 2). Como vimos,
esses agentes são gera…

Repensando o papel dos antioxidantes

Infelizmente, um pesquisador de câncer de renome mundial agora sugere que tomar antioxidantes podem realmente ser prejudicial para alguns pacientes com câncer. Eles podem realmente impedir drogas quimio e radioterapia de matar células cancerosas.
Eu estava em férias com a família na primeira semana de janeiro e completamente perdido isso quando ele veio pela primeira vez 08 de janeiro: James Watson, o co-descobridor do DNA, prêmio Nobel e diretor emérito do Cold Spring Harbor Laboratory, um prestigiado centro de investigação sobre o cancro , assumiu o estabelecimento de pesquisa do câncer em um ensaio em aberto Biology.
Watson, que ganhou seu Nobel para o detalhamento da estrutura do DNA com seu parceiro Francis Crick e que tem focado principalmente na pesquisa sobre o câncer desde 1994, fez muitos pontos em seu ensaio: Ele diz que a nossa abordagem atual para pesquisa de câncer não é provável encontrar um curar.
Recentemente, a grande esperança em pesquisa sobre o câncer tem sido a …

Derivados de hidratos de carbono podem originar novos fármacos oncológicos

Derivados de hidratos de carbono podem originar novos fármacos oncológicos Estudo espanhol associa açúcares ao ADN de hélice quádrupla2013-03-12

Estrutura da conjugação entre açúcares e DNA de hélice quádrupla . (imagem: Juan Carlos Morales) Uma investigação do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), em Espanha, identificou que diferentes tipos de açúcares interagem de maneira favorável com guaninas (um dos quatro tipo de bases nitrogenadas que compõem o DNA) tétrade do DNA em hélice quádrupla. Esta descoberta pode contribuir para o desenvolvimento de novos fármacos anticancerígenos.
“Todos os genes como os oncogenes são partes do DNA linear de dupla hélice, mas segundo a sequência de bases pode haver duas zonas que formem uma estrutura distinta. É o caso do DNA de hélice quádrupla que é uma estrutura em forma de caixa com plataformas de quatro guaninas dispostas uma sobre a outra. Estas estruturas são frequentes em zonas do DNA ricas em base guanina”, explica o coordena…

Gene PK-M

Cientistas norte-americanos anunciaram a descoberta de uma molécula que "obriga" células cancerígenas a se comportar como células saudáveis, causando sua própria morte quando apresentam problemas. A novidade foi divulgada hoje (31) na revista científica “Open Biology”, da Sociedade Real de Londres. A descoberta poderia servir de base para um novo tipo de terapia.
O estudo, que analisou um tumor cerebral, descobriu que células cancerígenas provocam a mutação do gene PK-M, que passa a produzir uma proteína que estimula seu crescimento a uma velocidade muito maior das células saudáveis.
De acordo com o geneticista Adrian Krainer, do laboratório Cold Spring Harbor, que liderou a investigação, para que um tumor se prolifere e sobreviva é necessária uma grande quantidade desta proteína, presente apenas nas células doentes.
Agora, sabe-se que a molécula descoberta no estudo é capaz de paralisar a produção dessa proteína em um glioblastoma, forma mais comum de tumor…