sábado, 5 de agosto de 2017

Sobre as mutações aleatórias

Em um estudo publicado na última quinta-feira na revista Science, os pesquisadores reforçaram sua descoberta original, mas também corrigiram interpretações errôneas amplamente difundidas sobre seus resultados. Desta vez, usando registros de saúde de 69 países, eles concluíram que 66% das mutações genéticas causadoras de câncer surgiram do “azar” de uma célula saudável cometer um erro aleatório ao copiar seu DNA durante uma divisão. Enquanto isso, 29% dos cânceres são devidos a fatores ambientais e 5% à hereditariedade (genes herdados pela família biológica).
Diferentes tipos de câncer diferem significativamente nessa estatística, no entanto, pelo menos 60% das mutações que provocam câncer de pele e pulmão são devidas ao meio ambiente, comparadas com 15% ou menos nos cânceres de próstata, osso, cérebro e mama.
O número 66% não significa que dois terços dos cânceres estão além da prevenção. Porém, pode proporcionar conforto aos milhões de pacientes que desenvolveram câncer, mas levaram estilos de vida saudáveis, e especialmente para os pais de crianças que têm câncer e podem culpar a tragédia nos genes que passaram para o seu filho ou no ambiente que forneceram.

https://senhoradesirius.wordpress.com/2017/03/29/cancer-e-causas-novas-pesquisas-e-descobertas-29-03-2017/