quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Os perigos que vem do amianto

O amianto é um mineral que ocorre na natureza. Uma variedade da substância, o amianto branco, é usado na indústria da construção civil nos países em desenvolvimento, mas é proibido na maioria dos países industrializados, devido aos riscos para a saúde.




Outras formas de amianto – o azul e o marrom – são proibidos em todo o mundo.



Para que serve o amianto?



O amianto é resistente ao calor e ao fogo. Além disso, o material é resistente e barato, por isso pode ser usado de diversas formas. Ele pode ser misturado ao cimento para fabricação de tetos e pisos. Também é utilizado em canos, tetos, freios, entre outros.



O amianto é perigoso?



Fragmentos microscópicos de fibras de amianto são potencialmente perigosos quando inalados e podem provocar doenças respiratórias:



•Câncer de pulmão, que é o mais comum em pessoas expostas ao amianto;

•Mesotelioma, uma forma de câncer no peito que praticamente só ocorre em pessoas expostas ao amianto;

•Asbestose, uma doença que causa falta de ar e pode levar a problemas respiratórios mais graves.



O amianto branco, conhecido como crisótilo, é a única forma de amianto usada hoje. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que a variação também é associada ao mesotelioma e outros tipos de câncer, mas seus produtores dizem que a substância é segura se manejada com cuidado.



Onde o amianto é usado?



Em países da União Europeia, na Austrália e em mais de 20 países, o amianto branco é proibido. Ele é limitado a quantidades pequenas nos Estados Unidos e no Canadá.



Os maiores consumidores são China, Índia e Rússia. Os maiores exportadores são Rússia, Cazaquistão, Brasil e Canadá.



E no Brasil?



O amianto é amplamente produzido e usado no Brasil, apesar de alguns esforços isolados para se banir a substância. O Brasil é o terceiro maior produtor e exportador de amianto, que é vendido para países como Colômbia e México. O país também é o quinto maior consumidor do produto.



As 11 empresas que trabalham com o produto empregam mais de 3,5 mil pessoas diretamente e movimentam R$ 2,5 bilhões por ano.

veja o trabalho de fernanda giannasi:


Uma brasileira de 52 anos conquistou uma reputação internacional por seu trabalho contra a indústria do amianto no Brasil. Há 25 anos, Fernanda Giannasi vem tentando banir o produto no país, para evitar que mais pessoas morram em decorrência do seu uso.

Entre os produtores brasileiros de amianto, Giannasi virou até persona non-grata. "Eu não tenho nome. Sou apenas conhecida como 'aquela mulher'", brinca.

Fernanda Giannasi é inspetora do ministério do Trabalho. Ela afirma que o amianto branco – produzido em Goiás e vendido tanto no Brasil quanto no exterior – já matou centenas de pessoas e provocará mais mortes se não for proibido.

Ela rejeita a ideia de que o produto possa ser usado com segurança, como defendem alguns produtores. "Isso é uma ficção", diz Fernanda.

aqui o link onde tem uma entrevista sobre ela:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/07/100721_amianto_erin_dg.shtml

leia mais sobe o amianto, veja o perigo que vem das caixas dagua de amianto, eternit de amianto, vamos combater esse perigo trocando pelas caixas dagua de fibra e outras telhas.

sábado, 29 de maio de 2010

vocë já ouviu falar de Henrietta Lacks ?

Livro
O papel de Henrietta Lacks na medicina moderna
Como as células de uma mulher foram fundamentais nos estudos sobre a célula do câncer

O livro “The Immortal Life of Henrietta Lacks”, de Rebecca Skloot, conta a história de Henrietta Lacks, uma agricultora que morreu de câncer cervical em 1951, e desde então tem suas células utilizadas para o estudo e cultivação de câncer in vitro. Os cientistas queriam observar como as células se dividiam e multiplicavam, para entender como elas diferem das doenças normais e como tudo pode ter começado. As células sobreviviam por algum tempo, mas sempre definhavam, até a chegada de Lacks. As células de seu tumor, de acordo com o assistente do laboratório, cresciam em grande velocidade. Suas descendentes ainda estão crescendo.
Lacks, negra, pobre e com 31 anos, morreu na cidade de Maryland. Ela foi tratada no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore. Os filhos, que doavam sangue para os pesquisadores, pensavam que estavam sendo tratados de um câncer hereditário. Na verdade, eles faziam parte de um importante estudo de cientistas, para entender uma das mais importantes linhagens de célula. A identidade da mãe tornou-se pública, assim como seu DNA. Pobres e com dificuldades financeiras, os filhos lutaram para comprar os medicamentos que sua mãe ajudou a desenvolver.

Henrietta Lacks para os pesquisadores pode ter apenas um papel importante na pesquisa, mas para nós aqui, sabemos que ela foi lutadora e até o fim e vítima também porque se aproveitaram de seus filhos para fazerem pesquisas, sem falar a verdade com eles.

Os médicos e pesquisadores deveriam falar a verdade quando estão fazendo pesquisas com os pacientes, pois eles tem o direito de saber a verdade.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Os problemas que vem do microondas

Esta información esta circulando en Walter Reed Army Medical Center también.

Por favor circulala a todos los que conozcas, actualización sobre el Cáncer de John Hopkins

No poner contenedores de plástico en el microondas

No congelar botellas de agua .

No envolturas de plástico en el microondas...

Una dioxina química causa cáncer, especialmente cáncer de mama.

Las dioxinas son altamente venenosas para todas las células de nuestros cuerpos. No congele sus botellas de plástico con agua en ellas ya que esto libera dioxinas del plástico.

Recientemente, Edward Fujimoto, Gerente del Programa de Bienestar en el Hospital Castle , apareció en un programa de TV para explicar este peligro para la salud. El habló acerca de las dioxinas y que tan mal son para nosotros.

Dijo que no deberíamos calentar nuestros alimentos en el microondas usando recipientes de plástico.

Esto se aplica especialmente a alimentos que contienen grasa.

Dijo que la combinación de grasa, altas temperaturas y los plásticos, sueltan dioxinas en los alimentos y finalmente en las células del cuerpo.

En su lugar, él recomienda usar vidrio, tales como Utensilios Corning, Pyrex, o recipientes de cerámica para calentar alimentos…. Usted obtiene los mismos resultados sin la dioxina. Así que cosas tales como cenas en TV, ramen instantáneo y sopas, etc. Deberán removerse de su recipiente y calentarse en algo más

El papel no es malo pero usted no sabe que hay en el papel. Es solo más seguro usar vidrio templado, de la marca Corning Ware, tc.

El nos recordó que hace tiempo que algunos restaurantes de comida rápida cambiaron de recipientes de espuma plástica a papel. El problema de las dioxinas es una de las razones.

También señaló que las envolturas de plástico, tales como Saran, son tan peligrosas cuando se colocan sobre los alimentos para cocinarlo en el microondas. A medida que el alimento es bombardeado, las altas temperaturas ocasionan que toxinas venenosas realmente se fundan de la envoltura de plástico y goteen en el alimento. .

Mejor cubra los alimentos con toallas de papel. Este es un artículo que debería ser enviado a cualquier persona importante en tu vida!